• Drª Ivia Magalhães

Intestino preso: Causas e consequências.

▶Constipação (intestino preso) é uma queixa muito comum no consultório e há diversas causas. Pode ter vários significados e interpretações. Alguns pacientes podem definir constipação como sensação de evacuação incompleta, outros com fezes mais endurecidas, outros pela necessidade de laxantes, etc. É importante a avaliação médica para o diagnóstico e conduta adequada.

▶A constipação pode ser conceitualmente considerada como um movimento desordenado das fezes através do cólon ou do anorreto. O trânsito pelo trato gastrointestinal proximal é freqüentemente normal. O manejo adequado requer uma avaliação para etiologias secundárias, como distúrbios sistêmicos e medicamentos. Uma vez eliminadas as causas secundárias, a constipação pode estar associada a trânsito colônico normal ou lento, disfunção defecatória (disfunção do assoalho pélvico) ou ambos.

▶As doenças associadas à constipação incluem distúrbios endócrinos, como diabetes mellitus, hipotireoidismo, distúrbios psiquiátricos, como anorexia nervosa, distúrbios neurológicos e metabólicos, lesões obstrutivas do trato gastrointestinal, incluindo câncer colorretal, além do efeito colateral dos medicamentos. Os pacientes com síndrome do intestino irritável também podem apresentar um período de constipação ou uma tendência maior para constipação.

▶Quando pensamos em constipação funcional, usamos os critérios diagnósticos (Roma IV) para a constipação funcional [Gastroenterology. 2006;130(5):1480.;Gastroenterology. 2016 Feb; ] que devem ocorrer durante pelo menos três meses (com início dos sintomas pelo menos seis meses antes do diagnóstico);

Deve incluir dois ou mais dos seguintes:

-Esforço durante mais de 25% das defecações

-Fezes irregulares ou duras (Bristol Stool Scale Form 1-2) em mais de 25% das defecações

-Sensação de evacuação incompleta por mais de 25% das defecações

-Sensação de obstrução / bloqueio anorretal por mais de 25% das defecações

-Manobras manuais para facilitar mais de 25% das defecações (por exemplo, evacuação digital, suporte do assoalho pélvico)

-Menos de três evacuações espontâneas por semana

Na avaliação inicial do paciente com constipação crônica deve haver uma história cuidadosa e exame físico. Inicialmente, dependendo do caso, a avaliação laboratorial, avaliação endoscópica e estudos de radiologia devem ser realizados apenas em indivíduos com indicação.(Am J Gastroenterol. 2011;106(9):1582). Mais exames são necessários quando ocorre falha do tratamento conservador ou sinais de alarme como anemia,sangramento nas fezes, emagrecimento importante, entre outros. Além da idade e histórico familiar.

Devemos lembrar que o uso repetidas vezes de antibióticos ( mesmo que na infância), pode alterar a microbiota intestinal e levar a disbiose. Pacientes ansiosos e com alterações do humor, apresentam uma tendência maior para a constipação.

Devemos estimular a redução do uso de laxantes, a depender do caso, ter como estratégia principal mudança da alimentação, estimulando a ingestão maior de fibras, lembrando que para alguns pacientes (e especialmente quase todos aqueles com constipação de trânsito lento), a fibra aumenta o inchaço e a distensão, levando a uma baixa adesão (estimada em apenas 50%)N Engl J Med. 2003;349(14):1360, por isso o tratamento deve ser personalizado,modulação da microbiota intestinal, aumentar a ingestão de líquido e fazer exercício físico.

Após as refeições ocorre aumento da motilidade intestinal do cólon, isso ajuda a facilitar a defecação. Pela manhã a motilidade intestinal é maior. Por isso muitas pessoas, tem facilidade de ir ao banheiro pela manhã, é isso deve ser estimulado.

Não é normal não defecar todos os dias, não é normal fezes endurecidas e em formato de bolinhas, não é normal ter distensão abdominal, gases e arrotos, não é normal precisar de laxante para ir ao banheiro. Hoje sabemos da importância do intestino em diversas condições ( sistema imune, metabolismo, humor). A alteração do intestino do ponto de vista funcional, pode levar a desequilíbrios em todos esses sistemas. O pai da medicina já dizia que todas as doenças começam pelo intestino. Busque ajuda médica.

Os medicamentos oferecidos no mercado hoje são mais sintomáticos do que modificadores de doença, por isso a visão funcional e da medicina do estilo de vida são fundamentais nesses casos.


Av. Tancredo Neves, 2915, CEO Salvador Shopping, Torre Nova Iorque, sala 1702 - Caminho das Árvores - Salvador, BA, Brasil - 41820-021

Drª. Ivia Magalhães

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 por Ivia Magalhães.