• Drª Ivia Magalhães

Gripe x Resfriado: Entenda as diferenças

Atualizado: 15 de Jan de 2019


Você já foi a algum médico e recebeu o diagnóstico de virose? É algo muito comum porque é um diagnóstico muito presente, principalmente em determinados períodos do ano. Para fazer esse diagnóstico, muitas vezes, visto com pouca importância por muitos, o médico necessitou fazer o diagnóstico diferencial entre outras condições e é de alta relevância para que você receba o tratamento adequado, evitando o uso DESNECESSÁRIO E ATÉ PREJUDICIAL DE ANTIBIÓTICOS quando não indicados. Vamos entender a diferença entre gripe e resfriado.


▶A gripe comum é uma doença respiratória aguda causada pelos vírus influenza A ou B, autolimitada, porém pode levar a complicações, principalmente em determinados grupos. O paciente pode apresentar sinais e sintomas de envolvimento do trato respiratório superior e/ouinferior, juntamente com dor muscular, febre, dor de cabeça, perda de apetite, fadiga e até fraqueza.


▶O resfriado comum é uma doença autolimitada, representando um grupo de doenças causadas por membros de várias famílias de vírus. É uma infecção viral respiratória superior leve e leva a congestão nasal e corrimento (rinorreia), sensação de garganta “seca”ou “arranhando”, espirros, febre baixa ( se presente), dor de cabeça e mal-estar.Os sintomas do resfriado comum são devido, em grande parte, à resposta imune à infecção. O resfriado comum é uma entidade separada e distinta da gripe , faringite bacteriana, bronquite aguda, sinusite bacteriana aguda, rinite alérgica e coqueluche, por isso deve ser avaliada por um médico.


▶Mais de 200 subtipos de vírus foram associados ao resfriado comum. Os rinovírus, que incluem mais de 100 sorotipos, são os vírus mais comuns associados aos sintomas do resfriado e, coletivamente, causam de 30 a 50 %dos resfriados.


▶Não é possível determinar o provável patógeno viral com base na doença clínica observada.


▶ Os vírus comuns do resfriado podem ser transmitidos por contato com as mãos, pode ser diretamente com a pessoa ou superfície contaminada, núcleos de partículas ou aerossóis quando alguém espirra ou tosse ou gotículas de uma pessoa infectada, quando muito próxima a outra. [ Ann Allergy Asthma Immunol. 1997;78(6):531.


▶Os rinovírus podem sobreviver em superfícies ambientais por várias horas, permitindo assim a disseminação do contato com superfícies contaminadas. [Am J Epidemiol. 1982;116(5):828. J Med Virol. 2011;83(5):906. ].


▶A maioria dos pacientes com sintomas leves não requer nenhuma terapia sintomática, muitas vezes são prescritas, se necessário, para alívio dos sintomas. Esses pacientes devem ser aconselhados a uma nova consulta se sua condição piorar ou exceder o tempo esperado para recuperação [BMJ. 2008;337:a437. Epub 2008 Jul 23. ]. Quando os pacientes apresentam sintomas moderados a graves precisam de uma atenção maior e do tratamento de sintomáticos.


Algo muito importante é saber que o resfriado comum é causado por VÍRUS e não deve ser prescrito antibiótico na ausência de evidências de infecção bacteriana secundária. [Ann Intern Med. 2016;164(6):425. ]

Então, quando o seu médico indicar repouso, hidratação, uma boa alimentação, e sintomáticos, é porque é o melhor tratamento. E nada de tomar um remédio que começa com “amoxi”e termina em “cilina”, sem indicação médica ou porque sua vizinha usou.


▶A terapia antiviral dirigida para o resfriado comum é complicada pela ampla gama de potenciais etiologias virais, pela raridade com que um agente etiológico é identificado e pela falta de agentes com eficácia comprovada.


▶O diagnóstico é clínico e deve ser feito pelo médico. Estudos radiológicos não são rotineiramente indicados. A radiografia de tórax para avaliar a infecção do trato respiratório inferior é indicada se o exame físico (feito pelo médico) sugerir sinais de consolidação ou outra doença parenquimatosa.


▶A vitamina C é muitas vezes apontada como um remédio natural para o resfriado comum. Uma meta-análise de 2013 de 29 estudos (n = 11.306) mostrou uma redução de 8% na duração dos sintomas do resfriado em adultos regularmente tomando suplementos de vitamina C (pelo menos 200 mg / dia).[ Cochrane Database Syst Rev. 2013].


▶Revisões sistemáticas descobriram que a ingestão de zinco está associada a uma redução na duração e gravidade dos sintomas do resfriado. (Open Respir Med J. 2011;5:51-8. Epub 2011 Jun 23).


▶Para se prevenir você deve: Evitar coçar o olho e colocar a mão suja na boca, lavar bem as mãos e tentar ter um estilo de vida adequado para manter uma boa imunidade. Isso inclui uma alimentação saudável.


▶Probióticos - Uma metanálise de 12 estudos randomizados de 2015, incluindo crianças e adultos comparando placebo com probióticos (várias cepas de lactobacilos e Bifidobacterium), descobriu que os probióticos diminuíram o número de indivíduos com pelo menos um episódio de infecção respiratória aguda e duração média da doença [Database Syst Rev. 2015]


▶A meditação foi associada à diminuição da gravidade global dos sintomas e menos dias perdidos. [Ann Fam Med. 2012 Jul;10(4):337-46].


▶Sono - Alguns dados sugerem que a duração do sono influencia o risco global de desenvolver o resfriado comum. Em um ensaio clínico, os indivíduos foram experimentalmente inoculados com rinovírus humano e aqueles que dormiram <5 horas por noite no início do estudo tinham quase três vezes mais probabilidade de desenvolver um resfriado do que aqueles que dormiam> 7 horas por noite [ Sleep. 2015;38(9):1353. Epub 2015 Sep 1.].


▶Vitamina D - Um papel para a vitamina D na prevenção de infecções do trato respiratório superior foi sugerido por dados de uma população da pesquisa dos Estados Unidos que encontrou uma relação entre níveis séricos elevados de 25-hidroxivitamina D e menos infecções respiratórias [Arch Intern

Med. 2009;169(4):384. ]


▶O estresse psicológico aumenta o risco de resfriados [N Engl J Med. 1991 Aug;325(9):606-12. ] e o exercício físico moderado diminui o risco. Indivíduos que têm menos sono e distúrbios preexistentes do sono podem ter uma suscetibilidade aumentada à infecção pelo vírus do resfriado [Arch Intern Med. 2009;169(1):62].


▶ E há ainda o própolis, o gengibre, mel, o alho, semente de abóbora, brócolis, entre outros, que podem ajudar no seu sistema imune, antes mesmo da doença surgir, pois de uma forma geral tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de alguns dos citados serem ricos em flavonóides e vitaminas.


▶Qualquer um pode se contaminar com algum desses vírus e nesse período do ano que ficamos mais aglomerados e há uma queda de temperatura, fique atento a todos esses cuidados, para manter o seu sistema imune mais forte. Então quando o médico te falar que é uma virose ( e não há apenas as respiratórias), saiba que é uma verdade, e nem sempre o tratamento será feito com remédios. O estilo de vida saudável ajuda na prevenção e quando a doença se instala a recuperação fica mais rápida.


Av. Tancredo Neves, 2915, CEO Salvador Shopping, Torre Nova Iorque, sala 1702 - Caminho das Árvores - Salvador, BA, Brasil - 41820-021

Rua Doutor Nicolau de Sousa Queiroz, 177 - Vila Mariana - São Paulo / SP

Drª. Ivia Magalhães

Médica

CRMBA: 25830/ RQE: 15596

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 por Ivia Magalhães.